Legislação x Internet


Um dos maiores debates da atualidade é sobre a propriedade intelectual e legislação na Internet. Tida como uma zona sem leis, a Internet carrega o fardo de ser habitada por “piratas digitais”. Mas será mesmo que a Internet é tão nociva assim?

Podemos tentar desenvolver uma linha de pensamento através da história da Internet. Ou de problemas causados por ela. Algumas empresas sempre dominaram os acessos aos computadores, como IBM, Microsoft e Apple, para citar poucas. Essas grandes corporações são tidas como inventoras de conceitos e produtos essenciais para o manuseio dos computadores. O que acontecia? Não existiam programadores independentes e eram poucos os programas gratuitos.

Um dos divisores de água do plano da Internet foi o programa Napster, que também pode ser considerado um dos primeiros aplicativos popularmente massificados e gratuitos. Mas a finalidade do Napster não agradava a todos, já que criou um sistema de compartilhamento de arquivos entre usuários nunca antes visto. O que acabou gerando mal estar e desagradando várias gravadoras e artistas. O mundo inteiro compartilhava conteúdo sem limites. O Napster, como uma rede, é quase o início de uma era mais livre na Internet. Ele sofreu as penalizações, sim, mas abriu caminho para muitos outros.

Um escritor ao transpor sua obra para a Internet acaba por ceder (ou deve conformar-se) em ser copiado e ter a obra difundida livremente? E o valor do produto? E o investimento da editora que o bancou? O mesmo vale para um artista, que produz sua arte e a divulga para apreciação em seu blog. Ele pode ser facilmente copiado através dos serviços de imagens dos buscadores.

O software livre, por exemplo, surgiu para combater os grandes monopólios e propiciar uma inclusão dos menos favorecidos. Não deixou de ser uma forma de protesto conta os que detêm o conhecimento e a tecnologia. Funcionou? Sim, tanto que hoje diversos programas possuem os seus códigos lives, para atualização, complementação e colaboração dos usuários.

Levantada a questão da propriedade intelectual, como poderemos enfrentar essas discussões em nossas vidas? São nestes momentos da trajetória da sociedade que os valores devem ser revistos e discutidos.

Esperamos contar com vocês para isso.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s